INSALUBRIDADE E OS TRABALHADORES DOS SERVIÇOS GERAIS DE LIMPEZA.

Prezado amigo(a) trabalhador(a), tudo bem?

Quero contar um segredo para você!

Sabia que existe um direito que muitas empresas deixam de pagar a vocês?

Não?

Então eu conto: é o adicional de insalubridade.

O adicional de insalubridade é um direito previsto na Lei e consiste em um acréscimo em sua remuneração de 10%, 20% ou 40% do valor do salário mínimo, dependendo do grau de risco a que você estiver submetido.

É muito comum que as empresas forneçam luvas, botas, uniformes e pensem que isso é suficiente para eliminar o risco dos trabalhadores da limpeza da exposição aos riscos biológicos tais como vírus, fungos, bactérias, dentre outros.

A Lei determina que os trabalhadores que estão expostos a esses riscos têm direito de receber o adicional de insalubridade.

Regra geral, para os trabalhadores dos serviços de limpeza, a exposição aos riscos biológicos ocorre no momento em que são obrigados a limpar banheiros com grande circulação de pessoas, tais como mercados, bares, empresas com muitos funcionários, rodoviárias, grandes lojas, escolas, etc.

A exposição dos trabalhadores dos serviços gerais de limpeza pode ensejar a exposição ao grau máximo da insalubridade, o que significa que o trabalhador deve receber pelo menos 40% (quarenta) por cento, por mês, do valor do salário mínimo, o que, em 2022, significa um acréscimo de R$484,80 (quatrocentos e oitenta e quatro reais e oitenta centavos).

Imagine você recebendo essa quantia mensalmente, o quanto que isso melhora a sua condição financeira, não é mesmo?

Contudo, alerto que os graus de exposição (mínimo, médio ou máximo) é medido por perícia, ou seja, quem determina o grau da exposição é um perito nomeado pela Justiça para avaliar as condições de trabalho.

Assim, caso você tenha trabalhado como serviços gerais de limpeza, não tenha sido demitido há mais de 2 anos, você pode pleitear na justiça esse direito e receber o adicional de insalubridade de forma retroativa.

Agora, se você já saiu da empresa há mais de dois anos, infelizmente você não tem mais direito porque já prescreveu.

Por isso que é muito importante você contar com uma assessoria jurídica que conheça da matéria para defender seus interesses da melhor forma possível.

E com Thiago Brandão e Equipe você conta com um time de especialistas para te dar a melhor orientação e pleitear seus direitos!           

Se você gostou desse artigo, se tem algum comentário, dúvida, ou quer contratar os nossos serviços, não hesite em nos contactar!

Para isso basta clicar no botão do Whatsapp abaixo e você falará diretamente com Thiago Brandão ou com algum advogado componente de sua equipe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

× Quero falar com você, Thiago.